domingo, 19 de julho de 2015

Doutora da indústria do aborto negocia venda de partes de fetos



Mais um escândalo surge no meio abortista americano. A médica Deborah Nucatola, Diretora Sênior de Serviços Médicos do conglomerado abortista Planned Parenthood, foi filmada em uma conversa para lá de natural falando sobre o mercado de tecidos humanos fetais. Isso mesmo, uma das chefes da maior empresa abortista dos EUA contou tudo sobre como funciona seu modelo de negócios: realizar aborto para separar partes dos bebês para venda.

Esse conjunto de clínicas abortistas forma uma fazenda de seres humanos, onde há preferências e consumidores ávidos a ter a melhor parte de um bebê.

(…)“I’d say a lot of people want liver. And for that reason, most providers will do this case under ultrasound guidance, so they’ll know where they’re putting their forceps. The kind of rate-limiting step of the procedure is calvarium. Calvarium—the head—is basically the biggest part.”

(…) Eu diria que muitas pessoas querem fígado. E por causa disso, muitos fornecedores realizarão os procedimentos com o auxílio de um ultrassom, para que eles saibam onde colocar o fórceps. Um fator limitador do procedimento é o calvarium. Calvarium – a cabeça – é basicamente a parte maior.”

São frases tenebrosas, contadas de um jeito tão natural quanto falar sobre o jogo de futebol do domingo.

No final a média ainda menciona que propôs para a empresa criar um menu dos serviços e oferecer para os clientes. Os serviços, claro, são as partes retiradas dos bebês abortados.

via Reacionária

Nenhum comentário: