quarta-feira, 6 de maio de 2015

Cristãos iraquianos formam brigada para expulsar o Estado Islâmico

Guarda Tigre se unirá aos peshmergas para combater os jihadistas

Voluntários cristãos formam a brigada Guarda Tigre para enfrentar o Estado Islâmico junto com os curdos peshmergas Reprodução/YouTube - AFP

R7

Os combatentes peshmerga curdos acabam de ganhar reforços. Além das mulheres curdas que expulsaram o Estado Islâmico da cidade síria de Kobane, eles terão a ajuda da recém-criada brigada de cristãos iraquianos.

Os jovens concluíram os treinamentos em 30 de abril, e estão prontos para se unir aos peshmergas, e retomar cidades e aldeias invadidas pelos militantes jihadistas.

Segundo o comandante Ismail Abu Bakr, cerca de 600 cristãos se reuniram em Nineveh, no Iraque, para participar dos treinamentos físicos, ouvir palestras militares e praticar tiro. Ele ressaltou: “Todos os participantes são voluntários... E querem libertar suas terras do EI e protegê-las”.

Batizada como Guarda Tigre, parte da brigada é formada pela primeira força assíria fundada em 2004, para proteger as igrejas da região.

Aproximadamente 100 mil cristãos abandonaram seus lares para não morrer. Acredita-se que este é o pior êxodo que se abateu sobre a minoria. Tradicionalmente os cristãos iraquianos não integram milícias, mas aqueles que não fugiram têm demonstrado vontade de pegar em armas e retomar suas terras.

Nenhum comentário: