terça-feira, 22 de abril de 2014

‘Noé’ fica fora de lista de maiores filmes cristãos nos EUA

Segundo dados da revista americana ‘The Economist’, o longa bíblico campeão de bilheteria no país é ‘Os Dez Mandamentos’, de 1956

Veja


Todas as especulações e controvérsias envolvendo a superprodução Noé não foram suficientes para torná-lo um fenômeno de bilheteria. Segundo um levantamento feito pela revista americana The Economist e reproduzida acima pelo site de VEJA, o longa dirigido por Darren Aronofsky e estrelado por Russell Crowe não aparece entre os dez primeiros filmes cristãos de maior bilheteria nos Estados Unidos.

O campeão é Os Dez Mandamentos, dirigido por Cecil B. DeMille e lançado em 1956. O longa arrecadou mais de 1 bilhão de dólares nos EUA, se considerado o ajuste para valores de ingressos em 2013. O segundo lugar ficou com Ben Hur (1959), de William Wyler, que conquistou bilheteria aproximada de 800 milhões de dólares, com valores ajustados. Noé arrecadou, até o momento, 93,2 milhões de dólares no país, segundo o site Box Office Mojo. Somado o faturamento no resto do mundo, o filme alcançou 290 milhões de dólares.

A lista da Economist também inclui filmes que apresentam parábolas de temas cristãos, mas de forma indireta, como As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa (2005), baseado no clássico livro infantil escrito pelo britânico C.S. Lewis. O longa dirigido por Andrew Adamson arrecadou quase 400 milhões de dólares, com valores corrigidos. 

Nenhum comentário: