sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A "morte" do diabo


Novas liturgias da Igreja Anglicana podem excluir referências ao pecado e a Satanás

A Igreja Episcopal Anglicana anunciou mudanças que podem decretar o "fim" do pecado e a "aposentadoria" do diabo.

A denominação vai excluir a menção aos dois termos em várias de suas cerimônias, inclusive nos batismos, quando é feita, pelo fiel ou seus pais, no caso das crianças, uma declaração de fé.

Há anos, movimentos dentro do anglicanismo pedem uma linguagem que reflita uma visão mais realista e menos bíblica da igreja. O atual projeto de mudança foi elaborado pela Comissão de Liturgia, que a justificou afirmando que a maior preocupação é fazer com que as pessoas entendam o que está sendo dito, uma vez que muitos só vão às atividades em datas especiais ou para participar de batizados, casamentos ou funerais. "O arrependimento está implícito em frases que incitam as pessoas a se afastar do mal. A omissão do diabo é o melhor, porque a questão é teologicamente problemática", justifica o bispo Stephen Platten, presidente da comissão. Mas, para líderes e teólogos conservadores, isso é apenas desculpa para dar vazão a uma visão cada vez mais secularista que predomina na Igreja.

com informações da Cristianismo Hoje
Imagem: Internet

2 comentários:

Jonathan Campos disse...

Mas isto já é praticado em muitas igrejas, principalmente nas igrejas da subversivas da Missão Integral

Maria Michelazzo disse...

Tem "igreja" que nem usa mais o nome de Deus ou Jesus, virou festa da cocada.