terça-feira, 15 de outubro de 2013

Para 85%, acreditar em Deus torna as pessoas melhores


Datafolha mostra opiniões dos brasileiros em temas que dividem direita e esquerda

Folha de S. Paulo

Quando o assunto é Deus, os brasileiros estão radicalmente associados à direita. Para 85%, acreditar num ser transcendente torna as pessoas melhores. Só 14% acham que uma coisa não está necessariamente vinculada a outra.

No polo oposto, a maioria associa-se muito mais à esquerda quando o tema é a posse de armas de fogo.

Em que pese a derrota da posição proibicionista no referendo de 2005 sobre a comercialização, 69% dos brasileiros hoje entendem que a posse de armas deve ser proibida. Apenas 29% acreditam que se trata de um direito do cidadão para garantir sua própria defesa.

Os dados são da pesquisa Datafolha realizada na última sexta-feira com 2.517 entrevistas em 154 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Depois de fazer dez perguntas sobre assuntos polêmicos que costumam demarcar bem as diferenças entre grupos de direita e de esquerda, o instituto agrupou as respostas e concluiu que 49% da população tem mais proximidade com as teses de direita.

O levantamento constatou que os esquerdistas somam 30% do eleitorado. Os demais são eleitores de centro.

O questionário usado nessa investigação é uma adaptação da tipologia política usada pelo Pew Research Centrer em estudos sobre o comportamento dos eleitores norte-americanos.

O quadro ao lado mostra como as opiniões dos brasileiros estão divididas nos dez temas pesquisados.

Em assuntos relacionados à pobreza, o brasileiro está mais à esquerda. Quando o tema tem relação com a criminalidade, as teses da direita fazem mais sucesso.



+


Lista de livros mais vendidos imita divisão direita-esquerda dos EUA

Nenhum comentário: