quarta-feira, 20 de março de 2013

Beira-Mar agora é aluno de teologia na prisão


Luiz Carlos da Cruz | Folha de S. Paulo

Considerado um dos maiores traficantes do país, Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, começou a cursar a faculdade de teologia no presídio federal de Catanduvas (PR), onde cumpre pena atualmente.

Aprovado no vestibular da FTBP (Faculdade Teológica Batista do Paraná), Beira-Mar realizará o curso à distância, por meio de apostilas. A primeira já foi entregue.

A faculdade prevê, ao todo, 3.180 horas de aulas com temas relacionados a sociologia, filosofia, história, teologia, sociopolítica, metodologia, entre outros.

Todas as provas serão acompanhadas por um professor da instituição, escolhido por sorteio.

Estudar ou trabalhar pode ajudar condenados a reduzirem suas penas, segundo lei aprovada em 2011.

O traficante demonstrou interesse pela teologia durante culto evangélico ministrado pelo capelão Luiz Magalhães, pastor da Igreja Batista do Bacacheri, de Curitiba.

Beira-Mar, segundo o capelão, disse crer em Deus, mas afirma ter algumas dúvidas sobre a fé. "Eu falei: se a tua dúvida é verdadeira, Deus vai ter prazer em saber que você está duvidando", relata.

No final de fevereiro, um professor aplicou as provas dentro da cela. Aprovado, o traficante foi matriculado no curso com aval da Justiça.

A mensalidade, no valor de R$ 242, será paga pela igreja, que decidiu doar uma bolsa de estudo ao traficante.

Um comentário:

JB disse...

É uma vergonha este país, cadê o MEC?