terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Decisão sobre PUC de Lima mostra força de Bertone


O cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano, ordenou que a Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Lima continue sem professores de Teologia.

O secretário, apontado como uma das pessoas que teriam provocado a crise política na Igreja, desautorizou o esforço do prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, cardeal Gerhard Ludwig Müller, de mediar uma solução para a situação na universidade "rebelde". A ação do italiano foi interpretada como mais uma demonstração de força de Bertone diante de outros cardeais.

Em junho, o núncio apostólico no Peru suspendeu a autorização para que a universidade use os títulos de "pontifícia" e de "católica", alegando que a linha de ensino não seguia a doutrina da Santa Sé. Müller tentou estabelecer um diálogo e pediu que a universidade mantivesse os cursos de Teologia até que o Vaticano chegasse a uma solução em relação à situação da instituição. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Nenhum comentário: