quinta-feira, 31 de maio de 2012

Notícias do inferno nazista


Descendente de judeus alemães cria site com cartões-postais trocados entre seus pais e avós durante a Segunda Guerra Mundial


Arquivo pessoal de Torkel S. Wachter


Acima, carta de amor escrita no verso de uma foto que Walter Wächter enviou para a namorada em 1938, pouco antes de fugir para a Suécia.  Ao lado, um dos cartões que ele recebeu dos pais (na foto à esq.), que permaneceram na Alemanha.


O escritor sueco Torkel S. Wächter está usando a internet para curar uma antiga ferida. Filho e neto de judeus alemães perseguidos durante a Segunda Guerra, ele passou 50 anos odiando a pátria de seus ancestrais até descobrir uma coleção de 32 cartões-postais trocados entre o pai, Walter, que fugiu para a Suécia na época do conflito, e os avós, Minna e Gustav, que permaneceram na Alemanha e acabaram deportados para a Letônia e assassinados. Agora Torkel está publicando essa comovente troca de correspondências no site www.32postkarten.com.


Ele conta que herdou o sentimento antigermânico do pai, que nunca lhe contou a verdadeira história da família durante o conflito. O segredo só veio à tona após a morte de Walter Wächter, quando Torkel descobriu a coleção de 32 cartões-postais que dão nome e vida a seu projeto. 


Numa “simulação de tempo real”, os postais foram publicados no site nos mesmos dias em que foram escritos, há 70 anos. O último é de 6 de dezembro de 1941, quando Minna e Gustav foram deportados para a Letônia e assassinados.


“Hoje entendo que o sentimento do meu pai em relação à Alemanha era mais complicado que ódio. Talvez seja mais bem descrito como um amor traído”, explica Torkel.


Fonte: História Viva

Nenhum comentário: