quinta-feira, 29 de março de 2012

Fidel Castro pergunta ao papa: "o que o senhor faz?"





Fidel Castro deve estar sentindo o peso da idade. O jornal Valor Econômico traz hoje uma informação esquisita sobre o encontro dele com o papa Bento XVI ontem em Havana, capital de Cuba:


O que faz um papa?, pergunta Fidel


O papa Bento XVI encerrou ontem sua visita de três dias a Cuba com um encontro de meia hora com Fidel Castro (foto). Na reunião, Fidel fez perguntas sobre o funcionamento da Igreja: "O que o senhor faz?" O Vaticano não disse o que o papa respondeu. Momentos antes, Bento XVI celebrou uma missa para 300 mil pessoas na Praça da Revolução, em Havana. Diante do presidente Raúl Castro e de vários ministros, ele denunciou o "fanatismo", numa aparente crítica à ditadura cubana. O papa citou uma passagem bíblica, em que homens perseguidos por um rei preferem a morte a trair suas consciências. "Há outros que interpretam mal essa busca da verdade, levando-os à irracionalidade e ao fanatismo, fechando-se em sua verdade e tentando impô-la aos demais", disse. Durante a visita, o papa já havia "suplicado à Virgem Santíssima" pelos que estão "privados da liberdade", em alusão aos presos políticos cubanos.


Diante da dúvida inusitada (alguns diriam "divertida") d'El Comandante, ficamos a imaginar como seria o prosseguimento do diálogo entre os dois octogenários, a partir da resposta do papa:


Papa: - Eu comando uma igreja presente no mundo todo.
Fidel: - A Mundial?
Papa: - Não, essa é de um fazendeiro brasileiro chamado Valdemiro...
Fidel: - Odeio latifundiários, principalmente os da fé. É aquele que está brigando com um tal de Edir?
Papa (constrangido): - Isso, o Edir da Universal...
Fidel (pensativo, olhando para cima): - Mas se o mundo pertence ao universo, então o Edir manda no Valdemiro?
Papa: - Até onde sei, ele mandava, mas não manda mais. Só que eu não tenho nada a ver com eles... me inclua fora dessa...
Fidel: - Ah, tá... perdão! E o senhor, comanda que igreja mesmo?
Papa (visivelmente irritado): - Estás perdoado, meu jovem. Vamos mudar de assunto?




E foi assim que Fidel conseguiu que o papa o perdoasse...


Fonte: O contorno da Sombra

Nenhum comentário: