domingo, 12 de fevereiro de 2012

Hermenêuticas contemporâneas: a interpretação Bíblica a partir da academia, da Igreja Católica, da Igreja Universal do Reino de Deus, da teologia da Libertação e da Assembleia de Deus

Dissertação de Mestrado, defendida por  Osiel Lourenco de Carvalho na Escola Superior de Teologia 


Uma análise das hermenêuticas acadêmica, neopentecostal, católica, contextual e pentecostal. A primeira parte, aborda o surgimento e principais características do método histórico crítico, o qual recebeu influência do iluminismo e racionalismo. Este método é caracterizado pelo usa de ciências auxiliares com a arqueologia e história, com o objetivo de determinar a historicidade dos textos bíblicos. A igreja Universal do Reino de Deus, representante maior no movimento neopentecostal brasileiro mudou desenvolveu uma maneira particular de ler a Bíblia. Se o método histórico crítico enfatiza que é preciso determinar a intenção original do autor bíblico, os exegetas da igreja Universal do Reino de Deus não têm essa preocupação. Sua finalidade primária é atualizar o texto bíblico, a fim de atender as necessidades do tempo presente. Fazem um uso maior textos do Antigo Testamento para consubstanciar a chamada Teologia da Prosperidade, pois segundo os expositores bíblicos da Universal, todo filho de Deus tem direito de prosperar. No que se refere a interpretação bíblica na igreja católica, é muito diversificada, porém a hermenêutica do catolicismo será abordada de acordo com as Providentissimus Deus e Divino Afflante Spiritu, bem como as resoluções no que tange a interpretação bíblica aprovadas no Concílio Vaticano II. A chamada hermenêutica contextual, procura aplicar o texto bíblico com o objetivo de diminuir as mazelas sociais, pois segundo os exegetas dessa hermenêutica, Deus sempre se coloca ao lado de grupos sociais discriminados como os pobres, as mulheres e os negros. A maior igreja pentecostal brasileira já é quase centenária, todavia a interpretação bíblica nessa denominação evangélica não foi sistematizada. Um dos motivos foi que nos primeiros anos da implantação da Assembleia de Deus no Brasil, apregoava-se que o entendimento correto da Bíblia viria a partir de uma iluminação especial do Espírito Santo. Todavia, observa-se que a grupos dentro da Assembleia de Deus que enfatizam a necessidade de usar recursos auxiliares na interpretação bíblica. A segunda parte acontece uma análise crítica das hermenêuticas descritas, pois nenhuma delas pode ser considerada como superior, pois todas elas têm pontos positivos e negativos. Em razão disso, propõe-se um diálogo entre as hermenêuticas, tendo em vista que mesmo que não se perceba esse diálogo já acontece na prática. Sendo assim, no final há uma descrição de como os Pais da Igreja liam a Bíblia, e que contribuições isso pode trazer aos interpretes contemporâneos das Escrituras.


Clique aqui para o texto completo [pdf / 61 p.]
Imagem: Internet

Nenhum comentário: