quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Filho de Oliver Stone converte-se ao islã e defende Ahmadinejad



Sean Stone, filho do realizador Oliver Stone e defensor do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, converteu-se ao islã enquanto filmava um documentário no Irã.
«A conversão ao islã não significa abandonar o cristianismo ou o judaísmo, onde nasci. Significa que aceitei também Maomé e outros profetas», disse Sean Stone, cujo famoso pai é judeu e cuja mãe é cristã.


A cerimônia decorreu na cidade de Isfahan.


Sean Stone não disse o motivo da sua conversão, após a qual se tornou xiita e adoptou o nome islâmico de Ali, segundo a agência iraniana Fars.


Numa entrevista ao TheWrap no Festival de Cinema de Toronto, Sean apoiou o direito do Irã a ter um programa nuclear, como defesa contra a ameaça de Israel.


Acrescentou que criticar o governo iraniano «é como alguém ir a nossa casa dizer que o pai não deve bater nos filhos». «Quem somos nós para dizer como é que eles devem governar o país», questionou.


Stone, que estudou História em Princeton, abriu uma empresa de co-produção para fazer filmes sobre a História e cultura iranianas. Sublinhou que quer fazer filmes no Irã «porque (os iranianos) são os maiores realizadores no Oriente Médio». «Eu tenho uma mente muito internacional», salientou.


O seu pai, Oliver Stone, também tem frequentemente tomado posições fora da corrente dominante norte-americana, ao defender o líder cubano Fidel Castro e o (anti-americano) presidente venezuelano Hugo Chávez.


Fonte: Diário Digital - Portugal

Nenhum comentário: