quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Hostilidade contra cristãos cresce na Síria

Enquanto grande parte da atenção do mundo está voltada para as eleições que estão acontecendo no Egito e com a retirada das tropas americanas do Iraque, a situação na Síria está piorando, especialmente para os cristãos.

A inquietação acontece por que alguns membros da oposição do governo querem mais liberdade de expressão, enquanto outros grupos de oposição querem que o governo espalhe ainda mais a fé muçulmana pelo país.


Os cristãos, em geral, têm medo do que pode acontecer com eles no futuro, especialmente se os extremistas muçulmanos assumirem o poder ou ocuparem cargos no futuro governo. Alguns cristãos já relataram alguns casos de violência contra eles como um sinal do que ainda pode vir em breve.


Por causa de meses de protestos e violência contra governo do presidente Bashar al Assad, a Síria está a beira de uma guerra civil. Milhares de manifestantes já foram mortos. Por causa da repressão, muitos países já se posicionaram contra o governo sírio. As autoridades sírias estão perdendo, cada vez mais o domínio da situação.


“Na cidade de Homs, muçulmanos sunitas ganharam o poder nas ruas quando o governo retirou as tropas de segurança por alguns dias. Alguns membros de grupos radicais invadiram vários templos cristãos. Eles roubaram as igrejas, levando tudo o que tinha calor”, disse um morador do país.


A Síria passa por um conturbado momento, e os cristãos estão no meio dessa situação tão complicada. Ore pela Igreja na Síria, para que ela possa crescer com coragem e intrepidez em meio a guerra que está ocorrendo no país.






Fonte: Christian Newswire | Portas Abertas

Nenhum comentário: