segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Quando Bush faz besteira, Obama é a solução; quando Obama faz besteira, a política é que está em crise; se duvidar, a humanidade…



Leio um texto muito interessante na VEJA Online, com informações da Agência Efe. Eu o reproduzo aqui. Prestem bastante atenção. Volto em seguida:
*
Mais de 80% dos americanos estão descontentes com a forma como o país vem sendo governado. A imagem negativa sem precedentes afeta tanto os políticos democratas quanto os republicanos, revela uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo Instituto Gallup. Apenas 19% dos entrevistados manifestaram ter uma visão positiva do governo - incluindo o Executivo, o Legislativo e os partidos políticos -, uma queda considerável em comparação a 2009, quando a aprovação era de 44% e o descontentamento chegava a 56%. O instituto informou ainda que o descontentamento dos eleitores é de 65% com relação aos democratas e de 93% com os republicanos. “Isto talvez reflita a distribuição de poderes em Washington, onde os democratas controlam a Casa Branca e o Senado, e os republicanos controlam a Câmara de Representantes”, avaliou o porta-voz do Gallup.
“Os eleitores de ambos os partidos culpam ‘o governo’ sem acusar, necessariamente, o próprio partido”, acrescentou. Segundo a pesquisa, 82% dos americanos reprovam a forma como o Congresso desempenha seu trabalho e 69% têm pouca ou nenhuma confiança no Poder Legislativo. O levantamento reflete um panorama decepcionante do momento político nos Estados Unidos: 57% dos entrevistados têm pouca ou nenhuma confiança que o governo resolverá os problemas do país e 53% têm pouca ou nenhuma confiança nos candidatos. A pesquisa de opinião foi feita entre 8 e 11 de setembro e consistiu em entrevistas por telefone com 1.017 adultos nos 50 estados e no distrito de Columbia, e tem margem de erro de 4 pontos porcentuais.
VolteiQuando Bush estava para deixar o governo como um dos presidentes mais impopulares da história, Obama era o demiurgo, o santo, o que reunia as esperanças da nação e da humanidade, o que viria para nos salvar do caos, da brutalidade, da incompetência etc. Vocês sabem o quanto manguei aqui, e o faço ainda hoje, dessa abordagem.
Obama é uma soma de desastres. E olhe que eles ainda estão sendo contados com modéstia. A barafunda que ele está aprontando no Oriente Médio vai custar caríssimo. Voltarei a esse tema mais tarde. Como comandante do país na crise, é uma piada. “Ah, tudo culpa dos republicanos”, diz o Método Lula de Análise do Mundo… Não é. Mas, ainda que fosse, ele se apresentou para resolver, não para afirmar que é… tudo culpa dos republicanos!. O ponto que me interessa agora é outro.
Quando Bush era o presidente, Obama era a solução. Agora que Obama deu com os burros n’água, começaram a proliferar as pesquisas dando conta de que a política como um todo vive um momento de desprestígio. As culpas de um republicano são sempre as culpas de um republicano. Já as culpas de um democrata, especialmente quando elas são de Obama, devem ser compartilhadas com todas as instituições; se possível, com toda a humanidade.
Oh, meu Deus! Se Obama perder as eleições do ano que vem, temo que se declare que “o homem”, a espécie mesmo!, é um projeto impossível.
Por Reinaldo Azevedo
Imagem: Internet

Nenhum comentário: