sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Jornais que falam de inflação são intimados pela justiça na Argentina

Eles terão que informar nomes, endereços e telefones dos jornalistas que escreveram sobre o tema. Instituto que mede inflação no país vem sendo questionado até pelo FMI.

O mais recente passo das autoridades argentinas para cercear a imprensa independente é exigir os dados pessoais dos jornalistas que reportam a inflação. Os jornais que publicam matérias sobre a variação dos preços foram intimados pela justiça.


Eles terão que informar nomes, endereços e telefones dos jornalistas que escreveram sobre o tema desde 2006. É que foi a partir daí que o governo alterou a fórmula de cálculo da inflação.


O Indec, instituto que mede os índices oficiais vem sendo questionado até pelo FMI. Segundo os economistas, sua fórmula resulta numa inflação menor do que a real. Consultoras privadas estão proibidas de divulgar seus levantamentos sobre a economia.


O governo diz que a inflação anual é inferior a 10%, enquanto os institutos privados afirmam que passa dos 20%. Um cálculo que para o secretário do Comércio Interior é crime, já denunciado por ele à justiça. E é o juiz desse processo contra economistas, que, agora, quer os dados da imprensa.

Fonte: Jornal da Globo

Nenhum comentário: