sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Jihadista pede a morte do apresentador David Letterman

Letterman apresenta um dos talk-shows de maior audiência nos Estados Unidos (AFP/Getty Images, Dimitrios Kambouris)

Um jihadista pediu aos muçulmanos que matem o apresentador de televisão americano David Letterman alegando que ele merece ter a língua cortada por ter feito piada sobre um líder da Al-Qaeda morto no Paquistão, informou a empresa de monitoração on-line SITE.

A empresa afirma que a ameaça de morte foi publicada na terça-feira em um site usado por ativistas, depois que o jihadista se irritou ao ver Letterman fazer uma piada sobre Ilyas Kashmiri, que teria sido morto durante um ataque aéreo no Paquistão no início de junho.

De acordo com uma tradução do SITE, o escritor do fórum virtual pediu aos muçulmanos nos Estados Unidos: "Não há entre vós um Sayyid Nossair al-Masri que corte a língua deste pobre judeu e o cale para sempre?"

Nossair foi considerado culpado pelo assassinato do rabino de ultradireita Meir Kahane em Nova York em 1990. Letterman não é judeu.

O apresentador do talk-show teria afirmado em tom de brincadeira que Kashmiri se uniria ao líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, que foi eliminado por forças especiais americanas em 2 de maio no Paquistão.

Letterman não é o primeiro astro da TV americana a receber ameaças de morte de simpatizantes dos extremistas islâmicos.

Ano passado, os criadores do desenho South Park - Trey Parker e Matt Stone - foram ameçados depois da exibição de um episódio no qual o profeta Maomé aparecia com uma fantasia de urso.

Zachary Chesser, que foi considerado culpado de fornecer material de apoio a um grupo terrorista e de estimular a violência contra os criadores de South Park, foi condenado a 25 anos de prisão.

Fonte: AFP

Nenhum comentário: