terça-feira, 14 de junho de 2011

Museu de Arte Sacra mostra batina de luxo de ouro e prata


Juliana Coissi / Folha de S. Paulo
Símbolos bordados com fios de ouro e de prata sobre vestes de veludo -um dos tecidos mais luxuosos dos séculos 17 e 18- de padres e bispos e roupas usadas numa procissão de Corpus Christi no Brasil do século 19.

A opulência da Igreja Católica em trajes de padres e bispos é tema de uma exposição aberta semana passada no Museu de Arte Sacra de SP.

Pela primeira vez, estão expostas ao público 22 casulas (vestimentas de padres ou bispos) confeccionadas no Brasil e no exterior nos séculos 17, 18 e 19.

Além de raras, as peças se destacam pela conservação, um dos principais desafios da vulnerável arte têxtil, diz o curador da mostra, Percival Tirapeli, professor do Instituto de Arte da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

Entre as raridades, está uma veste litúrgica do Peru, confeccionada por volta de 1700. O veludo vermelho, provavelmente trazido da Espanha, foi bordado em ouro com símbolos católicos.

Para o público experimentado na fé católica, e para quem nunca pisou em uma igreja, uma linha do tempo convida o visitante a conhecer a evolução desses trajes desde a Idade Média até hoje.

"Era preciso usar todo o fausto possível para mostrar ao fiel que a Igreja Católico tinha o poder", diz o curador, sobre como o belo era usado contra a ameaça protestante.

"Vestes Sagradas"
Onde Museu de Arte Sacra de São Paulo - av. Tiradentes, 676 (metrô Tiradentes)
Quando Até 7 de agosto, de terça a domingo
Quanto R$ 6, R$ 3 (meia) e grátis (fins de semana de junho)
Telefone 0/xx/11/5627-5393

2 comentários:

Anônimo disse...

Quem tem poder é Cristo, que se despiu das vestes celestiais e se vestiu de simplicidade.
A história dessas vestes, é a história da arrogância e da opressão.

Anônimo disse...

Quem tem poder é Cristo, que se despiu das vestes celestiais e se vestiu de simplicidade.A história dessas vestes,é de muita arte e fé para confeccioná-las.Belíssimas vestes.