segunda-feira, 20 de junho de 2011

Aparelho israelense substitui quimioterapia


O tratamento do câncer tem mais um aliado: um dispositivo portátil que interrompe a divisão das células cancerígenas e trava a propagação de tumores no cérebro. O aparelho, fabricado em Israel, foi concebido para tratar adultos com um dos cancros mais comuns e que mais resistem aos tratamentos de quimioterapia e radioterapia, o glioblastoma multiforme (GBM). A nova alternativa de tratamento é composta por um conjunto de elêtrodos implantados no couro cabeludo do doente que emitem descargas elétricas de baixa intensidade para “atacar” o tumor cerebral. Funciona com baterias ou com energia elétrica e pode ser utilizado em casa pelos doentes, que conseguem assim manter as suas atividades diárias com normalidade. A principal vantagem da utilização do “NovoTTF-100A” consiste na melhoria da qualidade de vida, além de não provocar problemas de náuseas, anemia, fadiga, diarreia e infecções graves, como habitualmente ocorre com a toxicidade da quimioterapia.

Fonte: Jornal Alef

Nenhum comentário: