quarta-feira, 4 de maio de 2011

Jim Caviezel diz que Jesus matou sua carreira, após ser protagonista de 'A paixão de Cristo'


Jim Caviezel interpretou um papel de destaque no cinema ao ser o protagonista do polêmico "A paixão de Cristo", de Mel Gibson, em 2004. Desde então, o ator não emplacou em nenhuma outra produção de sucesso. Ele diz que tem sido evitado por Hollywood desde que aceitou ser Jesus Cristo.

"Tenho sido rejeitado pela minha própria indústria desde que aceitei fazer Jesus Cristo. Mas temos que abdicar do nosso nome e nossa reputação para falar a verdade", disse o ator durante uma palestra na Primeira Igreja Batista de Orlando, na Florida, segundo o "The Guardian".

A produção de Mel Gibson foi tão bem-sucedida, que arrecadou mais de US$ 600 milhões no mundo inteiro. Mas, ainda assim, o religioso Cavaziel condena algumas atitudes de Mel Gibson.

"Ele é um pecador terrível. Mas não merece nosso julgamento, somente nossas preces".

Antes de ser Jesus, Caviezel era um nome constante no cinema. Foi protagonista de "O Conde de Monte Cristo", de 2002, e da comédia romântica "Olha de anjo", com Jennifer Lopez, em 2001.

J. J. Abrams, autor de séries como "Lost" e "Alias", escalou o ator para seu novo projeto, "Person of interest". O drama já foi comprado pela CBS e conta com ninguém menos que Michael Emerson e Taraji P. Henson no elenco.


Fonte: O Globo

Nenhum comentário: