terça-feira, 12 de abril de 2011

Donald Trump: Sou Cristão, Alguém que Vai à Igreja no Domingo

Por Lawrence D. Jones|Repórter do Christian Post
Traduzido por Abigail Viana dos Santos

O potencial candidato presidencial do GOP Donald Trump falou abertamente sobre sua fé durante uma entrevista com uma rede cristã, dizendo que ele é um cristão e que é uma "pessoa que frequenta a Igreja aos domingos."

"Eu acredito em Deus. Eu sou Cristão. Acho que a Bíblia é, sem dúvida, é O livro. É a coisa," Trump disse a David Brody do Christian Broadcasting Network.

No trecho de seis minutos da entrevista, que vai ao ar terça-feira em todo o país às 10 horas "The 700 Club," Trump compartilhou que costumava frequentar a Primeira Igreja Presbiteriana na Jamaica, Queens.

"Eu sou um protestante, sou um presbiteriano. E você sabe que eu tive um bom relacionamento com a Igreja ao longo dos anos. Acho que a religião é uma coisa maravilhosa. Acho que a minha religião é uma religião maravilhosa."

O empresário magnata de Manhattan deu recentemente uma série de entrevistas, despertando interesse em uma tentativa presidencial para 2012, durante uma aparição em 2011 na Conferência de Ação Política Conservadora, em fevereiro. No evento em Washington DC, Trump disse que iria anunciar a sua intenção em junho.

A entrevista de Trump com a CBN poderia indicar a sua tentativa de atrair os eleitores evangélicos.

Observou Brody em seu blog, "Trump está pensando seriamente em concorrer para presidente e vai precisar de votos evangélicos nas primárias do Partido Republicano, se ele vai ser bem sucedido.”

Em outra aparição na televisão, Trump tomou posições conservadoras em questões sociais, afirmando que ele é contra os casamentos gays e as uniões civis e é pró-vida.

Quando perguntado por Brody, onde ele guarda todas as Bíblias que as pessoas mandam para ele, Trump disse que as mantém em um "lugar muito agradável," pois a sua localização em Manhattan não lhe permite manter todas as cartas que recebe.

"De modo algum eu jogaria alguma coisa, ou faria algo negativo para uma Bíblia, então o que fazemos é guardar todas as Bíblias," disse Trump. "Eu teria medo de fazer algo que não fosse positivo na verdade eu as guardo e, às vezes as dou a outras pessoas."

Quanto à frequência à Igreja, o anfitrião da "Celebrity Apprentice" da NBC indicou que ele faz um esforço.

"Bem, eu vou quantas vezes posso. Sempre no Natal. Sempre na Páscoa. Sempre quando há uma importante ocasião. E nos domingos. Eu sou uma pessoa que vai à Igreja aos domingos. Vou quando posso."

Outros tópicos abordados na entrevista completa da CBN incluem Trump e seu casamento fracassado do passado, a sua opinião sobre o Alcorão, as uniões civis e Roe v. Wade.

Imagem: Internet

Um comentário:

Anônimo disse...

Trump também desafioiu Obama a apresentar sua certidão de nascimento. Há diversos setores da sociedade norte-americana que não acreditam ser Obama cidadão nato daquele país. Obama tem corrido dos debates.
É isso aí Trump, fazendo aquilo que o oponente McKain não teve a coragem de fazer nas campanhas presidenciais de 2008.
Daqui há 200 anos talvez apareça um empresário assim pelas terras bananeiras.