sábado, 19 de março de 2011

A redescoberta da Idade Média


Nas bancas

Grandes Temas - História Viva - Ed. nº 32
R$ 13,90

O aprofundamento das pesquisas documentais e arqueológicas nas últimas décadas fez emergir um novo mundo medieval – luminoso em muitos aspectos, e profundamente sedutor. É dessa revisão que trata a edição especial de História Viva sobre o cotidiano nos castelos – mas sem sacrifício do encanto dessa viagem, pois não por acaso eles sobreviveram no imaginário geral como morada de príncipes e princesas, de heróis e de fadas e do amor cortês que ainda nos faz suspirar.

SUMÁRIO

Dez mitos e verdades sobre a vida nos feudos
O camponês era um tipo de escravo? Havia bibliotecas nos castelos? O que é falso e o que é fato na cultura medieval

O nascimento das fortalezas medievais
Desde a Antiguidade, civilizações se abrigam atrás de muralhas. O castelo surge no ano 900 e se eterniza na paisagem europeia

A arte de erguer castelos
No século X, o território europeu se cobre de torres de madeira. Mais tarde, a pedra domina, para glória dos senhores

Visita guiada a um château
As fortificações variam em tamanho e estilo, conforme a época e a região escolhida. Mas há uma linha mestra nos projetos

Na casa do senhor feudal
Mesmo morando em local de inspiração defensiva, as famílias sabiam projetar lares acolhedores e sofisticados

O poder das senhoras
Os romances criaram a imagem da dama submissa ao seu senhor. Na verdade, a mulher feudal administrava um modo de produção

Em vez de trevas, luzes
Em dado momento, o nobre se apropriou do direito à ilustração, antes restrito à Igreja. E os castelos ganharam ricas bibliotecas

Galeria
Uma seleção de castelos franceses de tirar o fôlego

Bê-a-bá da terra
O moinho, a prensa e a energia de várias fontes mudaram a agricultura. O feudalismo sabia bem calcular produtividade

Vida de camponês
Os camponeses tinham uma vida dura, sim, mas entre seus direitos figuravam as folgas e feriados, além de muita diversão

A espada da justiça
Os senhores eram juízes. Mandavam acorrentar presos em masmorras, mas aos ricos reservavam prisões especiais

Caminhos do poder e do dinheiro
Uma malha de relações garantia a mobilidade social no interior de um sistema fechado, mas não rígido

O cotidiano entre muros
A literatura e o cinema mostram cavaleiros como ativos e apaixonados, mas na veradde o tédio rondava os homens medievais

Torneio e caçada, diversões da nobreza
Os jogos violentos eram um treinamento para a guerra. Com o tempo, transformaram-se em espetáculos magníficos

Castelo de Guédelon, uma viagem no tempo
"Castelólogos" se dedicam a construir uma fortaleza só com materiais e tecnologias disponíveis no século XIII

Para saber mais
Livros, filmes e sites para entrar no espírito medieval sem perder o senso crítico

Nenhum comentário: