sábado, 8 de janeiro de 2011

Para Israel, reconhecimento de Estado palestino pelo Chile é inútil

Israel indicou neste sábado que considera "um gesto inútil" a decisão do Chile de reconhecer a Palestina como Estado "livre e independente", tal como já haviam feito outros países latino-americanos como Brasil e Argentina.

"É um gesto inútil e sem sentido, já que isto não mudará estritamente nada na situação real, e ao mesmo tempo não fará avançar nem mesmo minimamente a causa da paz", disse à AFP um alto funcionário israelense, que pediu o anonimato.

"O anúncio chileno, como os outros que o precederam na América Latina, não estimulará os palestinos a negociar", afirmou, afirmando "lamentar" este reconhecimento "com algumas ressalvas".

"É preciso observar que o comunicado chileno não fala de um retorno às fronteiras de 1967 (o que enlveria uma retirada total dos territórios ocupados) e pede a retomada das negociações como único meio de conseguir uma solução" para o conflito, disse.

O chefe da diplomacia chilena, Alredo Moreno, anunciou na última sexta-feira que Santiago reconhece a Palestina como "um Estado livre, independente e soberano", somando-se a declarações semelhantes emitidas recentemente pelas chancelarias de Brasil, Argentina, Bolívia e Equador.

O comunicado chileno, porém, não menciona o delineamento das fronteiras do eventual Estado palestino. Cuba, Venezuela, Nicarágua e Costa Rica também reconhecem o Estado palestino.

Fonte: Terra

Nenhum comentário: