quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Noventa por cento dos brasileiros têm medo de assassinato

O Instituto de Pesquisa Economia Aplicada (IPEA) divulgou o resultado do estudo Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) sobre Segurança Pública. Segundo a pesquisa, cerca de 90% dos brasileiros têm medo de sofrer crimes como homicídio, assalto a mão armada e arrombamento de residência.

A região Nordeste é onde o medo da violência é maior. O percentual de entrevistados com muito medo de assassinato é de 85,8%, contra 78,4% no Norte e no Sudeste, 75% no Centro-Oeste e 69,9% no Sul. Segundo o técnico de Planejamento e Pesquisa Almir de Oliveira Junior, responsável pelo estudo, os números refletem as taxas de homicídios, que são menores no Sul.

Sobre confiança nas instituições de segurança pública, os dados mostram que a Polícia Federal conta com maior confiança da população, com 85% dos entrevistados confiantes. As Polícias Civil e Militar têm cerca de 74% e 72% de confiança, enquanto as guardas municipais registram 68%. A maior parte da população acha que a polícia não atende a emergências de forma rápida, não registra as ocorrências e nem realiza as investigações de forma eficiente, não aborda as pessoas de forma respeitosa, não é competente, não respeita os direitos do cidadão e é preconceituosa. Mas entre os que já tiveram contato com a polícia, a maioria considera que o serviço foi ótimo, bom ou regular. Apenas cerca de 27% o consideraram ruim ou péssimo.

No site do IPEA , leia a íntegra do Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) sobre segurança pública.

Fonte: Portal Exame

Nenhum comentário: