segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Brasil no topo da pirataria de música

Pesquisa revela que País apresenta um dos maiores índices de cópias ilegais do mundo

O relatório do comércio de música divulgado pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, em Inglês) aponta o Brasil e a Espanha no topo da lista dos países com maiores índices de pirataria de música na rede. Segundo a publicação, estima-se que 44% dos internautas brasileiros baixem músicas protegidas pelo menos uma vez ao mês. Para se ter uma ideia, a média nos cinco países da União Europeia com índices mais altos é de 23%.

O executivo-chefe do IFPI, Frances Moore, frisou a responsabilidade do poder público no combate à pirataria. "Muitos governos estão reconhecendo a necessidade de adotar medidas eficazes para refrear a pirataria. À medida que entramos em 2011, a pirataria digital e a falta de instrumentos legais para combater a prática continuam sendo as maiores ameaças ao futuro das indústrias criativas", avaliou.

Como reflexo dos altos índices de pirataria, foi verificado uma queda nas vendas de discos em escala global. Dentre os 50 albuns mais vendidos no mundo, houve uma queda de 77% no volume de vendas de 2003 ate 2010. O público dos shows também reduziu. Dentre as 50 turnês de maior bilheteria - incluindo apresentações de Bon Jovi, AC/DC, U2, Lady Gaga e Metallica - registraram queda de 12% ao longo de 2010.

Fonte: O Dia

Nenhum comentário: