terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Líder do Hamas diz que grupo nunca reconhecerá Israel

Por Nidal al-Mughrabi - O Globo

Uma multidão de palestinos saudou a promessa do líder do Hamas na terça-feira de nunca reconhecer Israel e comemorou o 23o aniversário do movimento islâmico em um comício em Gaza, sob o barulho dos jatos israelenses.

O líder do Hamas, Ismail Haniyeh, cujo grupo governa a Faixa de Gaza, afirmou que a Organização para a Libertação da Palestina (OLP), chefiada pelo presidente Mahmoud Abbas, cometeu um "erro histórico" ao reconhecer Israel.

"Nós dissemos isso há cinco anos e dizemos agora...nunca, nunca, nunca reconheceremos Israel", disse Haniyeh ao discursar no comício, que segundo organizadores, reuniu aproximadamente 250 mil pessoas.

Haniyeh havia gerado especulação no mês passado sobre uma mudança no juramento do Hamas, que pede a destruição de Israel, sugerindo que o grupo poderia aceitar um referendo sobre um possível tratado de paz dando aos palestinos um país no território tomado por Israel numa guerra de 1967.

Ele afirmou, porém, que uma trégua não implicaria "o reconhecimento de Israel e nenhuma concessão sobre qualquer parte da terra da Palestina".

Em seu discurso, Haniyeh contestou os críticos e pesquisas locais que diziam que a popularidade do Hamas estava em declínio em razão da governança ruim sobre Gaza.

Nenhum comentário: