terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Israel critica reconhecimento de Estado da Palestina

AE - Agência Estado

O governo de Israel criticou hoje o Brasil, a Argentina e o Uruguai, porque os dois primeiros países sul-americanos reconheceram o Estado da Palestina, ou no caso do Uruguai, afirmou que fará isso em 2011. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yigal Palmor, disse que o reconhecimento unilateral é "desapontador e prejudicial" e viola acordos de paz feitos anteriormente.

Palmor definiu o reconhecimento, feito pelo Brasil no dia 3 e pela Argentina no dia 6, como "absurdo". Israel afirma que o reconhecimento prejudica os esforços para a retomada das negociações de paz. Com as negociações de paz entre Israel e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) paralisadas desde o final de setembro, Brasil e Argentina reconheceram o "Estado da Palestina" e deverão ser seguidos em breve pelo Uruguai, em um processo que um funcionário graduado da ANP definiu como o resultado de meses de campanha.
O presidente palestino Mahmoud Abbas agora colocou seus olhos na Europa e poderá pedir que a Turquia, que visita nesta semana, siga os países sul-americanos no reconhecimento. O presidente turco Abdullah Gul sinalizou que poderá fazer isso. O vice-ministro da Defesa de Israel, Danny Ayalon, disse que o reconhecimento brasileiro e argentino ao Estado palestino não tem efeitos práticos. As informações são da Associated Press.

Nenhum comentário: