domingo, 12 de dezembro de 2010

Coleção traz reflexões espirituais de Pascal


"Pensamentos", escrito pelo francês, chega às bancas no próximo dia 19

Publicada em 1670, obra do pensador, fundamental para a física e a matemática, aborda questões morais


Ele foi um brilhante matemático e inventor, mas também teve atuação importante como filósofo e teólogo.
Tratando de questões espirituais, "Pensamentos", do francês Blaise Pascal (1623-1662), é o volume 15 da Coleção Folha Livros que Mudaram o Mundo, que chega às bancas no próximo domingo com tradução de Isolina Bresolin Vianna.

Seu pai, o juiz Étienne Pascal (1588-1651), era um homem interessado em matemática e ciências, que tinha interlocutores do quilate de René Descartes (1596-1650, autor do "Discurso sobre o Método", volume 6 da Coleção Folha).

Étienne se encarregou pessoalmente da educação do filho, o qual demonstrou um talento precoce: aos 11 anos, já escrevia uma obra intitulada "Tratado dos Sons" dos Corpos Vibrantes.

Antes de completar 19 anos de idade, para ajudar seus pais com as contas caseiras, Pascal desenvolveu a primeira máquina de calcular mecânica de que se tem notícia. A engenhoca fazia operações de adição e subtração e ficou conhecida como "Pascaline".

De importância fundamental para o desenvolvimento da física e da matemática, Pascal também se ocupou de questões de fé e moral. A essa área de seus interesses pertencem os "Pensamentos", publicados postumamente, em 1670.

"O homem não é mais que um caniço, o mais fraco da natureza, mas é um caniço pensante. E ele não se importa se o universo inteiro se arma para destruí-lo. Um vapor, uma gota de água é suficiente para matá-lo. Mas quando o universo for destruído, o homem será ainda mais nobre do que aquele que o matou, porque
ele sabe que é mortal e não sabe de nada", escreve o autor.

"Assim, toda nossa dignidade consiste no pensamento. É daí que é preciso nos valorizar, não do tempo da nossa duração. Trabalhemos, pois, para pensar bem, eis o princípio da moral", conclui.

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário: