quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Papa diz em livro que Igreja não é empresa que lucra

O Papa Bento XVI advertiu que a Igreja "não é uma empresa com fins lucrativos", em um livro que resume 20 horas de entrevistas realizadas pelo alemão Peter Seewald com o pontífice e que será lançado no dia 23 de novembro.

"Não somos um centro de produção, não somos uma empresa com fins lucrativos, somos a Igreja", declarou o Papa ao ser perguntado sobre os escândalos nos quais esteve envolvido o banco do Vaticano, o Instituto para as Obras de Religião.

Trechos do livro, intitulado "Luzes do mundo, o Papa, a Igreja e os sinais de nosso tempo" (em tradução livre), serão publicados na sexta-feira pela revista italiana Panorama.

Segundo a revista, o livro, de 284 páginas em sua versão em italiano, será traduzido para 18 idiomas.

"Somos uma comunidade de pessoas que vive da fé. Nosso objetivo não é criar um produto ou ter sucesso nas vendas", garante o Papa, nos curtos comentários divulgados pela Panorama.

Trata-se do primeiro livro com entrevistas que o Papa aceita realizar com o escritor alemão desde que foi eleito pontífice em 2005.

As entrevistas foram feitas de 26 a 31 de julho deste ano em Castel Gandolfo, a residência de verão dos pontífices, perto de Roma.

O Papa respondeu em alemão "sobre vários temas", comentou em agosto o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi.

Em duas ocasiões, quando era o cardeal Joseph Ratzinger, aceitou dar entrevistas a Seewald que se converteram em dois livros: "Deus e o mundo" (2001) e "O Sal da Terra" (1997).

Fonte: AFP

Nenhum comentário: