quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Livros sobre Barack Obama...

Livros que mostram o "lado negro" de Barack Obama, e que nunca serão lançados no Brasil...

Brasil o país do pensamento único





















Os livros podem ser encontrados na Amazon - http://www.amazon.com/

7 comentários:

Roberson Marcomini disse...

Se existe tanta liberdade de expressão cadê o povo nas ruas, independente qual seja, republicano ou democrata. Por que não são como os franceses que vão as ruas e brigam por seus direitos, por que não são semelhantes aos ingleses e boicotam seu primeiro ministro, por que não fazem impeachment? Não adianta ter custo zero na educação, ter otimos livros quase de graça, ou ter bandeiras espalhadas por todas as casas, sei que o Brasil não serve de exemplo, mas sou brasileiro e ainda tenho esperança, quero um Brasil melhor e um mundo melhor e sei que fazer livro anti presidente não o faz o melhor lugar do mundo para morar e não serve de exemplo como o melhor país.

Rodney Eloy disse...

Meu querido amigo e professor esquerdista, primeiramente é uma honra tê-lo por aqui. mas vamos ao assunto em questão. Apesar de todas suas mazelas, que nos Estados Unidos temos mais liberdade de expressão do que no Brasil isto é uma fato inegável! Existem até pesquisas para isso, sabia? O Sr. como professor deve se informar melhor a respeito dos protestos na terra do Tio Sam, somente nos últimos meses houve duas manifestações monstro por lá, pacíficas diga-se de passagem. Ao contrário dos franceses, onde quase sempre a coisa termina em pancadaria.

Bom mesmo é o Brasil, não é mesmo companheiro? Nos anos 90 milhares de caras-pintada [manipulados pela esquerda] saíram às para pedirem o impecheament do presidente fanfarrão. Na década de 2000, com a esquerda no poder, temos os tempos mais corruptos da História desta Nação, e cadê o "povo" nas ruas?

Ah, mas é claro, talvez o Sr. nos aponte como modelo, a nossa querida ilha-prisão esquerdista, Cuba!

Ah, o utópico "mundo melhor"...coincidentemente terminei de ler ontem, o excelente livro do Pondé "Contra um mundo melhor". Lhe recomendo a leitura. Coloquei uns trechos no "Livros só mudam pessoas" - http://livrosepessoas.blogspot.com

Mas, para completar a questão, cito abaixo, algumas palavras recentes do Prof. Olavo de Carvalho (que paradoxalmente você ama e odeia!) a respeito do assunto:

"Todo sujeito que traz no bolso o projeto de “um mundo melhor” acredita-se, por definição, melhor que o mundo existente. Não há razão mais forte para colocar-se acima de todo julgamento humano, nem para sentir que qualquer quantidade de poder que se entregue nas suas mãos é pouca e mesquinha para a realização de objetivo tão nobre, tão excelso. Nosso Senhor disse aos apóstolos: “Vós julgareis o mundo”. Pelo menos desde o século XVIII, não há um só militante ou mero simpatizante revolucionário que, ouvindo essas palavras, não conclua com lógica implacável: “Isso é comigo.” Com candura exemplar, Jean-Jacques Rousseau, após ter abandonado cinco filhos na miséria, mentido a valer e comido as mulheres de seus benfeitores, proclamou que não havia em toda a Europa – a modéstia o impediu de dizer “em todo o mundo” – um homem melhor que ele. Ernesto Che Guevara achava-se um primor de ternura no instante em que estourava os miolos de prisioneiros amarrados. É com o mesmo espírito que hoje tantos indivíduos proclamam ser a sodomia, quando praticada por eles, um rito santificante. E sem dúvida é com idêntica razão que até os adversários de Dona Dilma Rousseff proclamam que ela não merece críticas por ter participado ativamente de assaltos e homicídios: afinal, ela fez isso “por um mundo melhor”. Por definição, o privilégio de redimir-se mediante a simples alegação de boas intenções imaginárias não se estende jamais aos adversários da revolução. Estes, a priori, agem sempre por motivos egoístas e malignos, mesmo quando nada ganhem e, de coração, tudo sacrifiquem por aquilo em que acreditam. O revolucionário, em contrapartida, santifica-se automaticamente pelo simples fato de sê-lo, mesmo quando se locuplete e desfrute gostosamente dos bens alheios, colhidos a pretexto de salvar o mundo."

Roberson Marcomini disse...

E o que o sr me diz sobre a saúde? pq americanos vão no canadá, e pq canadenses conservadores odeiam os estados unidos? você diz nos temos mais liberdade? você brasileiro e nunca pisou em solo americano, nem sabe como é por lá. Você é devorador de livros americanos. O povo americano tem medo do estado.Na França tem pancadaria sim, mas conseguem chegar a um nivel bem melhor em questão de saúde do que os EUA. Mostre o nivel de saúde dos americanos, mostre a pesquisa,mas que nao seja americano o site.Sei que o meu Brasil não é perfeito, mas o amo com seus defeitos e seus presidentes sejam eles corruptos ou não,não vão imacular o meu sonho de um Brasil que acredito e tento fazer a minha parte em ação, é pouca mas faço, ao invés de babar uma terra que desconheço.E o Sr Olavo vai morrer de cancer de pulmão e espero que o plano de saúde dele seja bom, porque vai precisar.

Rodney Eloy disse...

Que início de argumentação mais chula meu Querido Teólogo e Filósofo, você estudou Deus, sem precisar vê-lo! [Tá certo que você se tornou ateu com o tempo] Você fala sobre a vida de filósofos sem ter mantido qualquer tipo de conversa com eles. Você baba todo o seu ódio e inveja contra os "ianques" sem ter pisado suas sandálias por lá também! Percebe?! Esta característica não desqualifica minha posição, nem a sua, que apesar de tudo respeito!

Pelos comentários percebo que o Sr. está intoxicado com o pior e mais rasteiro do antiamericanismo que existe, o do Michael No More, playboy da esquerda dos irmãos do norte. Assistiu o panfletário Sicko e acha que agora sabe tudo sobre saúde americana!

Concordo com vocÊ sobre o sistema de saúde francês, realmente é um dos melhores do mundo.

"O americano tem medo do estado" Quanto menos Estado melhor meu caro, isto em qualquer lugar, quem gosta de Estado são os irmãos esquerdistas totalitários ou alienados preguiçosos.

Parabéns por você fazer sua "parte na ação", não vejo mérito algum nisso, não faz mais do que obrigação! Continue assim! Não desista!

E Câncer meu querido, eu não desejo nem ao meu pior inimigo. Deixe de falar merda! Talvez toda sua indiferencça aos portadores de câncer seja aplicada a outras áreas de seus pensamentos políticos! Cuidado!

E saúde pra você!

Rodney Eloy disse...

E por falar nisso, a postagem não era sobre os "Livros sobre Barack Obama..."?

Roberson Marcomini disse...

A postagem era pra ser sobre o livro, mas rsrs senti vontade de me expressar politicamente poxa a muito tempo não faço isto né rs.. Eu não sou ateu, tenho uma posição diferenciada sobre o "Deus" que muitos pregam por ai, mas isto é um assunto pra outro dia.Eu não desejei ao Sr Olavo Cancer, so espero que ele não sofra com isto, porque o ministério da saúde ja avisa.Acho que podemos colecionar nossos debates online? to gostando. rs
Cara gostei muito deste documentário, mas não é somente baseado neste documentario que digo a voce estas palavras é conhecendo a história que a muito tempo não lia. Vejo a trajetoria de um país em nossos livros de história será que todos estão errados ? tenho 3 coleções de história, não sou formado em historia e sim em filosofia, mas não consigo ver defesa em alguns momentos .

Rodney Eloy disse...

Prof. Marcomini, é óbvio que não existe mundo cor de rosa, nem é nisso que acredito, mas se você estudar 300 coleções de livros de história enviesadas/tendenciosas, sim, todas estarão contamidadas!