sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Atenção internacional mantém pastores vivos

Pôr do sol no Irã

O ministério Present Truth é um foco de luz que brilha para dois pastores cristãos não denominacionais que foram aprisionados pelas autoridades iranianas.

Os pastores Youcef Nadarkhani e Behrouz Sadegh-Khandjani estão impedidos de qualquer contato externo, inclusive de seus advogados. Um pastor chamou a atenção do governo e recebeu a pena de morte por realizar um protesto a respeito do ensino das crianças sobre o islã nas escolas. O outro falava em nome de três cristãos presos, e então foi levado para a cadeia.

Jason DeMars do ministério Present Truth diz que é desconhecido se os dois foram ou não torturados, mas eles são "submetidos à privação de longos períodos de sono de tempo em tempos." No caso do segundo pastor, as autoridades de segurança ainda "procurou dar-lhe comprimidos que poderiam afetar seu estado mental e permitir-lhes a alegação de ser louco."

As autoridades iranianas acreditavam que iriam evitar a atenção internacional já que os pastores não estão associados a uma denominação específica, mas, até agora, a cobertura da mídia tem sido limitada a estabelecimentos cristã.

DeMars diz que seu grupo está "muito, muito grato” [pela repercussão], mas é importante que “os cristãos entrem em contato com a Fox News, CNN e até mesmo com... os jornais locais e outros meios de comunicação. Informá-los de que gostaria de ver alguma cobertura sobre isso", insiste.

Ele recomenda também atentar os representantes eleitos em Washington. Além disso, DeMars pontua que domingo é o Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida, e acredita que esta situação constitui um bom exemplo do porque a oração é essencial.

Fonte: Portas Abertas

Nenhum comentário: