quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ali Kamel quer dissecar a esquerda armada no Brasil


Depois de lançar o "Dicionário Lula", no ano passado, em que dissecava discursos e entrevistas do presidente Lula, o jornalista Ali Kamel, diretor da Central Globo de Jornalismo, começa a escrever um novo livro. Desta vez, ele vai se debruçar sobre os grupos de esquerda armada no Brasil -entre outros, o Colina (Comando de Libertação Nacional) e a VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares), nos quais a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) militou quando era jovem.

A obra já tem título: "Esquerda 60". Nela, Kamel pretende analisar documentos das organizações. Seu objetivo é saber qual o modelo de sociedade que elas gostariam de ver implantado no Brasil caso chegassem ao poder. O jornalista descartou peças de propaganda e se concentrou em material de discussão interna -como teses para congressos e autocríticas. Restringiu a pesquisa ao período que vai de 1960 a 1971 por considerar que, depois disso, as organizações estavam destroçadas.
Auxiliado pelo pesquisador Rodrigo Elias, ele vasculhou documentos no Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, no Fundo Daniel Aarão Reis Filho e no Arquivo Público do Estado de SP. Além de Colina e VAR-Palmares, foram analisadas ALN, MR-8, PCBR e VPR.

A papelada foi digitalizada em documentos Word, num total de 1.672 páginas.

O jornalista pretende submetê-las a análises para ver quantas vezes determinadas palavras aparecem nos textos, e quais são os conceitos de democracia, de liberdade, de socialismo e de sociedade que emergem delas. Cada organização terá o seu capítulo e os seus conceitos. O livro será lançado pela editora Record em 2011.

Fonte: Mônica Bergamo - Folha de S. Paulo
Imagem: Internet

Nenhum comentário: