domingo, 24 de outubro de 2010

Irã impôs novas restrições à ensino considerado incompatível com islã


O Irã impôs novas restrições às universidades com currículos baseados em escolas ocidentais e que foram
considerados incompatíveis com os ensinamentos islâmicos. Os conteúdos são, aparentemente, os que provocaram as maiores preocupações entre os líderes conservadores do governo iraniano: Estudos da Mulher e Direitos Humanos.

De acordo com notícia transmitida por uma rádio local, a lista inclui assuntos relativos a Direito, Filosofia, Administração, Psicologia, Ciências Políticas, além de outras duas disciplinas.

A autoridade sênior na área de educação, Abolfazl Hassani, em uma rádio estatal, disse que o conteúdo dos cursos atuais sobre 12 disciplinas não estão em harmonia com os fundamentos religiosos e foram baseados em escolas ocidentais de pensamento.

As restrições, segundo Hassani, visam prevenir as universidades de abrir novos departamentos para essas disciplinas.

O governo iraniano aposentou dezenas de professores universitários liberais em 2006. Estudantes realizaram intensos protestos.

Fonte: Sidney Rezende

Nenhum comentário: