terça-feira, 26 de outubro de 2010

Brasil ocupa 69ª posição em ranking de percepção da corrupção

O Brasil ocupa a 69ª posição no ranking sobre a percepção da corrupção mundial, divulgado nesta terça-feira em Berlim pela ONG Transparência Internacional, que destacou que o problema afeta a luta contra a instabilidade financeira.

No ano passado, o país apareceu na posição de número 75 da classificação criada pela organização não governamental. O Brasil recebeu nota 3,7 neste ano.

O índice mostra a percepção do grau de corrupção por empresários e analistas e vai de zero, que é considerado o máximo da corrupção, a 10, a nota máxima da transparência.

Dinamarca, Nova Zelândia e Cingapura dividem a primeira posição, seguidos por Finlândia e Suécia, enquanto Iraque, Afeganistão, Mianmar e Somália ocupam as últimas posições.

A maior potência do mundo, os Estados Unidos, caiu da 19ª para a 22ª posição.

Na América Latina, o Chile é o melhor país, na 21ª posição, seguido por Uruguai (24), Porto Rico (33) e Costa Rica (41).

A Venezuela aparece entre os mais corruptos, na posição de número 164 entre os 178 países incluídos no estudo.

"No momento em que os governos destinam importantes quantias de dinheiro para lutar contra os problemas mundiais mais urgentes, como a instabilidade dos mercados financeiros, a mudança climático e a pobreza, a corrupção continua sendo um obstáculo", afirma a ONG.

"Os governos têm que integrar as medidas contra a corrupção em todos os âmbitos, seja para enfrentar a crise financeira ou a mudança climático, ou para erradicar a pobreza".

"A Transparência Internacional recomenda que se aplique estritamente a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, que é a única iniciativa mundial que pode servir de base para acabar com o problema", acrescenta o relatório da ONG.

"Não se pode aceitar a corrupção. Muitas pessoas pobres e vulneráveis continuam sofrendo com suas consequências em todo o mundo", declarou a presidente da ONG, Huguette Labelle.

Desde 1995, a Transparência Internacional publica de forma anual o índice de percepção da corrupção.

A seguir o ranking dos países mais e menos corrptos de acordo com a ONG:

=1. Dinamarca 9.3

=1. Nova Zelândia 9.3

=1. Cingapura 9.3

=4. Finlândia 9.2

=4. Suécia 9.2

6. Canadá 8.9

7. Holanda 8.8

=8. Austrália 8.7

=8. Suíça 8.7

10. Noruega 8.6

=11. Islândia 8.5

=11. Luxemburgo 8.5

13. Hong Kong 8.4

14. Irlanda 8.0

=15. Áustria 7.9

=15. Alemanha 7.9

=164. República Democrática do Congo 2.0

=164. Guiné 2.0

=164. Quirguistão 2.0

=164. Venezuela 2.0

168. Angola 1.9

168. Guiné Equatorial 1.9

170. Burundi 1.8

171. Chade 1.7

=172. Sudão 1.6

=172. Turcomenistão 1.6

=172. Uzbequistão 1.6

175. Iraque 1.5

=176. Afeganistão 1.4

=176. Mianmar 1.4

178. Somália 1.1

Fonte: AFP

Um comentário:

EmerSon disse...

CORRUPÇÃO É O MAL DESTA SOCIEDADE, DO POBRE AO RICO