terça-feira, 21 de setembro de 2010

Google apresenta ferramenta de transparência

Vinicius Aguiari, de INFO Online

Mashup permite visualizar quantos pedidos de remoção de contéudo cada país já fez a empresa

O Google apresentou hoje um novo serviço a fim de ampliar a transparência de suas práticas ao redor do mundo.

Chamado de Google Tranparency Report, o serviço é dividido em duas seções: Government Requests (Pedidos de Governos) e Traffic (Tráfego).

Na primeira delas, um mashup --baseado no Google Maps-- exibe pontos de geolocalização sobre os países que solicitaram informações à empresa.

A pesquisa também pode ser feita pelo nome dos países, que ficam listados em uma caixa à esquerda da janela. Ao clicar sobre um deles, é possível conferir o número de solicitações feitas pelo Estado e quantas delas foram atendidas ou removidas.

No Brasil, por exemplo, de janeiro a junho deste ano, o Google já foi acionado 2 435 vezes. Em uma descrição detalhada, é possível conferir que o poder judiciário brasileiro já solicitou a remoção de conteúdo do Orkut 99 vezes, do Blogger 15 vezes, e do YouTube uma vez. Solicitações não governamentais também são listadas.

O Google não inclui na lista países que fizeram menos de 30 apontamentos de abusos em um período de seis meses.

Segundo post publicado no blog do Google, a empresa “acredita que esse tipo de transparência pode ser um impedimento à censura.”

O GoogleTranparency Report: Government Requests foi criado em abril, e ganhou destaque do Google agora novamente devido às acusações de conduta inapropriada por parte da empresa em alguns países.

Já o Google Tranparency Report: Traffic permite visualizar em quais períodos serviços da empresa, como Gmail, Blogger, Orkut, YouTube etc., estiveram indisponíveis (por bloqueio do Governo ou corte de um cabo, segundo a página). A pesquisa pode ser feita combinando o país e o serviço. O resultado é exibido em forma de gráfico.

+ Brasil lidera pedidos de remoção de conteúdo de sites do Google

Nenhum comentário: