sábado, 4 de setembro de 2010

Aiatolá iraniano afirma que holocausto é "superstição" dos ocidentais


(Arquivo) Fotos de janeiro de 1945 de judeus no campo de concentração de Auschwitz, Polônia

O holocausto dos judeus pelos nazistas durante a II Guerra Mundial é uma "superstição" dos ocidentais, afirmou o aiatolá Naser Makarem Shirazi, uma personalidade influente do clero conservador iraniano.

"O holocausto não é mais que uma superstição. Mas os sionistas dizem que todos os povos do mundo devem aceitá-la", afirmou Makarem Shirazi, segundo a agência oficial Irna, durante um curso sobre a interpretação do Alcorão na cidade sagrada de Qom (ao sul de Teerã).

"Os americanos e os ocidentais estão afetados por superstições surgidas recentemente como o holocausto", afirmou ainda, de acordo com agência semioficial Isna.

"A verdade sobre o holocausto não está clara. E quando investigadores querem determinar se é verídico ou se os judeus o inventaram para se fazer de vítimas, são presos", completou o aiatolá.

O presidente iraniano Mahmud Admadinejad, que quase sempre faz referências a Israel e ao sionismo em seus discursos, já chamou o holocausto de "mito".

Fonte: AFP

Nenhum comentário: