segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Israel lança campanha para atrair 4.500 cientistas

Israel lançou uma campanha para conseguir o regresso de cerca de 4.500 cientistas e peritos em alta tecnologia, numa tentativa de travar a fuga de cérebros das últimas décadas e de potenciar o seu desenvolvimento econômico.

A iniciativa, obra de dois empresários que contam com o apoio do Ministério da Educação e da Comissão dos Estudos Universitários e Investigação, prevê diversos benefícios, entre eles cerca de 400 mil euros para projetos de investigação, noticiou hoje o jornal Yediot Aharonot.

O projeto começou há uns meses com a elaboração de uma base de dados que inclui uma distribuição geográfica dos países de destino dos principais cientistas e os seus dados pessoais para serem contactados.

De acordo com a base de dados, 3.348 desses cérebros trabalham nos EUA, 340 na Inglaterra e 131 na Austrália.

Milhares de cientistas e peritos em alta tecnologia abandonaram Israel devido à falta de recursos e de ofertas laborais remuneradas de acordo com as suas qualificações.

O Governo quer reverter o processo e contrariar as projeções negativas que se fizeram sobre o desenvolvimento científico para as próximas décadas.

Fonte: Diário Digital - Portugal

Nenhum comentário: