quarta-feira, 25 de agosto de 2010

EUA: Evangelista preso por conduta ilegal de pregação

Na última semana, o presidente da Repent America, junto de seus companheiros evangelistas Mike Stockwell e Ken Fleck, estavam compartilhando o evangelho e cantando hinos em frente a uma mesquita islâmica na Filadélfia. Os três foram abordados por um segurança da Universidade da Pensilvânia que dizia a eles que não poderiam pregar na calçada pública.

“Disse a ele que isso era o que nós fazíamos... já estive lá antes, e que tínhamos permissão para isso,” relata Marcavage. “Então ele decidiu contatar por rádio a polícia da Universidade, responsável pela área, já que a mesquita fica perto dali. Por fim, ele contatou pelo rádio mais seguranças e delegacias de polícia.”

Marcavage e Fleck foram presos e tiveram duas acusações – por conduta ilegal de pregação e obstrução da via - e o presidente da Repent America afirma que a polícia apagou um vídeo do episodio.

Ele acrescenta que este tipo de situação é, infelizmente, comum na Filadélfia.

“Tem se tornado comum, não somente na Filadélfia, mas por todo os Estados Unidos,” lamenta. “Temos encontrado mais e mais cristãos que estão sendo citados por coisas falsas enquanto estão compartilhando de sua fé com as pessoas em uma praça pública.”

O julgamento dos evangelistas estava marcado para 10 de agosto, mas até o momento de publicação desta matéria pela fonte, não havia novas informações sobre o caso.

Fonte: Portas Abertas

Nenhum comentário: