sexta-feira, 9 de julho de 2010

Obama diz que Israel não surpreenderá EUA se atacar Irã


O presidente americano, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que Israel "não surpreenderá" os Estados Unidos com um ataque ao Irã, já que os dois países mantêm uma "relação estreita" e estão coordenados sobre a questão.

"Acho que as relações entre EUA e Israel são suficientemente estreitas para que nenhuma das duas partes tente surpreender a outra", disse Obama, em entrevista a um canal da televisão israelense.

"Ao contrário, tentamos estar coordenados em temas que têm a ver com os dois países e acho que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu está comprometido com esta atitude", declarou Obama.

O presidente insistiu em que "é inaceitável que o Irã tenha armas nucleares" e assegurou que "faremos tudo o que estiver em nosso alcance para impedi-lo".

"Todos os dados levam a crer que eles (o Irã) estão desenvolvendo uma bomba nuclear. Acabamos de adotar as sanções mais duras (no Conselho de Segurança da ONU) já aprovadas contra o país", disse. "Mas deixaremos a porta aberta para uma solução diplomática", completou.
Sobre o conflito entre israelenses e palestinos, o presidente americano, que se reuniu na terça-feira em Washington com o primeiro-ministro israelense, mostrou seu otimismo em que as duas partes comecem em breve a negociar diretamente.

Fonte: EFE

Nenhum comentário: