sábado, 10 de julho de 2010

Hugo Chávez chama mentiroso ao novo arcebispo de Caracas


O Presidente venezuelano, Hugo Chávez, diz ser um católico fervoroso, mas isso não o impediu de, esta semana, ter atacado o novo arcebispo de Caracas, Jorge Urosa Savino. “O cardeal acusa-me de estar a construir uma ditadura marxista. Que Deus o perdoe, porque ele sabe que está a mentir”, lançou o Presidente, acusando Savino de ter apoiado o golpe contra si em 2002.

Na origem da guerra aberta estão as declarações do cardeal a um jornal venezuelano, nas quais este dizia que o país caminhava para a ditadura. Chávez respondeu chamando-lhe “troglodita” e “indigno”, mas Savino não se ficou por aí. Num comunicado emitido a partir de Roma, onde se encontra, referiu que o Presidente “está a passar por cima da Constituição Nacional” e quer levar a Venezuela “pelo caminho do socialismo marxista que é totalitário e conduz a uma ditadura”.

O Chefe do Estado chamou Savino de mentiroso e exigiu que ele comprove em tribunal as acusações de que está a violar a Constituição. Além disso, criticou que o cardeal se considere um embaixador de Jesus Cristo. “O diabo não respeita nem as batinas. Se Cristo tivesse um embaixador esse não seria outro senão o povo”, afirmou o Presidente. “Sabe-se lá de que recanto escuro da sua mente tira Urosa tanta capacidade para mentir.”

Fonte: A23

Nenhum comentário: