domingo, 25 de julho de 2010

Ator global solta o verbo contra Kaká e critica mulheres-frutas

José Wilker soltou o verbo contra a doação de dinheiro do atleta à igreja Renascer em Cristo

O meia Kaká foi uma das grandes decepções da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo. Mas as má atuações do craque não foram o principal alvo das críticas pesadas que o jogador sofreu do ator e diretor José Wilker. Em entrevista à revista Poder, do mês de julho, o global soltou o verbo contra a doação de dinheiro do atleta à igreja Renascer em Cristo.

“O nosso grande ídolo futebolístico Kaká dá dinheiro para uma ex-presidiária, que entrava ilegalmente com dinheiro dos EUA e que fica rica tomando dinheiro dos outros para vender terreno no céu”, disparou Wilker, sem medo de se meter em polêmicas.

Estima-se que Kaká doa uma quantia de aproximadamente R$ 2 milhões por ano à igreja. Quando conquistou o título de melhor jogador do mundo da Fifa, em 2008, o jogador também doou o troféu à Renascer. O objeto ficou exposto na sede de São Paulo.

Em 2007, o casal Estevam Hernandes Filho e Sônia Haddad Moraes Hernandes, pastores e fundadores da igreja da qual Kaká é frequentador, foram presos nos Estados Unidos. Eles entraram no país com US$ 56 mil (em espécie), mas declararam para a alfândega que não possuíam mais do que US$ 10 mil. Os dois foram investigados por crime de lavagem de dinheiro.

No entanto, não foi somente Kaká que entrou na mira do ator. Wilker também aproveitou para alfinetar as "popozudas". Ele se mostrou inconformado com o sucesso das mulheres-fruta.

“De onde alguém tirou essa ideia imbecil de chamar a pessoa de melancia, maçã, moranguinho, não sei o quê? Desde quando um rabo é sinal de inteligência?”, questionou.

As curvas destas deusas até podem não ser sinal de inteligência. Mas o Futebol Interior prova, através da Galeria de Imagens no topo da página, que seus atributos não podem passar despercebidos. Tem Mulher Melancia, Mulher Moranguinho, Mulher Melão, Mulher Jaca, Mulher Maçã... É fruta que não acaba mais!

Fonte: Futebol Interior

Nenhum comentário: