quarta-feira, 14 de julho de 2010

60% dos eleitores não confiam em Obama, diz pesquisa

Agência Estado

A confiança dos eleitores dos Estados Unidos no presidente Barack Obama recuou novamente, de acordo uma pesquisa elaborada em conjunto pelo "Washington Post" e pela "ABC News". "Quatro meses antes das eleições que definirão a segunda metade de seu mandato, aproximadamente seis entre dez eleitores afirmaram não acreditar que o presidente pode tomar as decisões certas para o país. Além disso, uma clara maioria novamente desaprovou a forma como ele está lidando com a economia", afirmou o relatório baseado na pesquisa.

A avaliação negativa sobre o desempenho do presidente dos EUA ocorre em meio ao elevado nível de desemprego no país, à fraqueza no mercado imobiliário norte-americano e à crise do vazamento de petróleo no Golfo do México.

A pesquisa indica que os democratas podem enfrentar obstáculos para garantir seus assentos no Congresso na eleição de novembro, que pode renovar toda a Câmara dos Representantes e um terço do Senado dos EUA. "Apenas 26% dos eleitores registrados afirmaram estar inclinados a apoiar seus deputados na Câmara; 62% estão inclinados a procurar um novo candidato", afirmou a pesquisa do Post e da ABC.

"Entre aqueles que disseram ter certeza de que vão votar em novembro, 49% apoiam os republicanos e 45% apoiam os democratas." "De forma geral, a maioria dos eleitores afirmou preferir que os republicanos controlem o Congresso de forma que o poder legislativo possa agir como um fiscal das políticas do presidente", acrescentou o relatório.

Em relação à economia, a pesquisa mostrou que 43% dos entrevistados aprovam o desempenho de Obama. O presidente dos EUA afirma ter tomado decisões difíceis que evitaram uma segunda Grande Depressão. "É uma escolha entre as políticas que nos levarão ao problema e as políticas que nos tirarão dos problemas", disse Obama em Las Vegas na quinta-feira. As informações são da Dow Jones.

Nenhum comentário: