terça-feira, 22 de junho de 2010

Para China, favelas do Rio são segundo pior lugar do mundo

Fabiano Maisonnave
de Pequim

As favelas do Rio de Janeiro ficaram na segunda colocação entre os "lugares mais horríveis do mundo", de acordo com um ranking publicado pela Xinhua, agência de notícias do governo chinês, que ainda lista Cubatão (SP) na sétima posição.

"Em nosso grande mundo, há também cidades horrendas, habitadas por uma subcultura de poluição, pobreza e gângsteres. Aqui, você vai descobrir alguns dos lugares mais poluídos e violentos", afirma a introdução do texto, disponível desde anteontem em chinês e em inglês no site da Xinhua.

"Tiroteios frequentes entre traficantes e polícia e outros criminosos, assim como várias atividades ilegais, fizeram daqui o lugar mais perigoso", diz o texto, em inglês sofrível, sobre as favelas cariocas, que só perdem para a favela de Dharavi, em Mumbai, na Índia.
Já Cubatão, ilustrada na lista por um cadáver cheio de formigas, aparece porque, "no final dos anos 1970, uma série de artigos de jornais na imprensa de São Paulo descreveu a região (...) como o "vale da morte" e a "cidade mais poluída do mundo'".

Nenhum dos nove lugares "mais terríveis" está na China, apesar de o país ter algumas das cidades mais poluídas do mundo.

Segundo o ranking do Instituto Blacksmith, com sede em Nova York e especializado em poluição, duas cidades chinesas, Linfen e Tianying, estão entre as dez mais contaminadas do planeta.
A lista da Xinhua inclui ainda Tchernobil (Ucrânia), Mogadíscio (Somália), a também poluída cidade de Dzerzinsk (Rússia) e comunidades pobres do Quênia, da Zâmbia e do Camboja.
A agência mantém o site de notícias mais visitado da China e o terceiro do mundo, com cerca de 800 milhões de acessos diários.

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário: