quarta-feira, 16 de junho de 2010

Espanha proibirá uso da burca em espaços públicos

O Globo

O ministro espanhol da Justiça, Francisco Caamaño, anunciou na terça-feira que uma nova lei nacional vai proibir o uso do véu islâmico integral, como a burca e o niqab, nos espaços públicos. O projeto de lei para assegurar a liberdade religiosa na Espanha vai proibir ainda símbolos como crucifixos e imagens sagradas em locais públicos. Caamaño disse ser contra a burca por questões de segurança e dignidade - causando polêmica entre os cerca de um milhão de muçulmanos no país.

- Queremos fazer (uma lei) proporcional e adequada, respeitando a dignidade do ser humano. E particularmente a dignidade da mulher - afirmou o ministro.

O anúncio veio um dia depois de Barcelona e outras cidades da Catalunha aprovarem leis municipais proibindo o uso do véu integral. O porta-voz da Comissão Islâmica da Espanha, Mansour Escudero, criticou a iniciativa. Para ele, a burca não fere padrões morais e não deveria ser considerada ofensiva, e sim uma escolha pessoal. Ele lembrou ainda que a legislação fere os princípios de liberdade civil.

- No meu julgamento, é extravagante para uma mulher usar a burca, já que ela não reflete de modo algum um mandamento religioso. Mas se a mulher quiser usar, por que não pode? - questiona

Nenhum comentário: