sábado, 26 de junho de 2010

Dossiê acadêmico: Shakespeare


1) Leituras de Shakespeare: da palavras à imagem

Tese de Doutorado em Letras, defendida por Glória Elena Pereira Nunes na Universidade Federal Fluminense - UFF

O papel que o leitor exerce na construção de sentido do texto literário é semelhante ao do espectador na apreensão da imagem cinematográfica. As adaptações literárias para o cinema são, efetivamente, releituras críticas do texto-fonte, e, no caso de Shakespeare, recriações da quebra do ficcional construída pelo dramaturgo. Ao proporem uma narrativa que conscientiza o espectador da artificialidade do fazer cinematográfico, os diretores ora analisados desconstroem a idéia de um cinema cópia do real, ao mesmo tempo em que, como Shakespeare, convocam o espectador a realizar uma outra significação para a obra.

Clique aqui para ir ao texto completo


2) Shakespeare e a Reinvenção da Escola ou a Escola e a Reinvenção de Shakespeare

Tese de Mestrado em Educação, defendida por Antonio Verissimo dos Santos Junior na Universidade Federal Fluminense - UFF

A partir do relato de experiências realizadas em sala de aula pelos alunos da Escola Municipal Leonor Coelho Pereira, a dissertação reflete a respeito do caráter histórico das formas teatrais, investigando aquelas já contidas nestas experiências e que, por conseguinte, melhor se compatibilizam com o universo cultural daqueles alunos. Estas reflexões servem de base para a compreensão dos êxitos e fracassos das tentativas de adaptação de três peças de William Shakespeare: Romeu e Julieta, Otelo e Macbeth. O trabalho analítico enfatiza a subversão que se fez necessário realizar nos princípios do drama rigoroso para, assim, encontrar a devida sintonia com o universo temático proporcionado por Shakespeare e as antinomias estéticas provocadas pela persistência naqueles princípios.

Clique aqui para ir ao texto completo


3) Shakespeare pela ótica do cinema hollywoodiano pós-modernista

Tese de Mestrado em Letras, defendida por Elaine Barros Indrusiak na Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

A presente dissertação aborda o diálogo intertextual interdisciplinar que os filmes cinematográficos Shakespeare in Love (John Madden, 1998) e Looking for Richard (Al Pacino,1996) estabelecem em relação ao conjunto da obra de William Shakespeare. A análise dos filmes demonstra que, tanto pela estruturação de suas narrativas quanto por suas posturas frente ao legado cultural shakespeariano e seu papel na cultura de massa contemporânea, tais filmes configuram-se como obras de arte pós-modernistas. Tendo por base abordagens culturais abrangentes do fenômeno pós-modernista, concluimos que Shakespeare in Love e Looking for Richard propõem um redimensionamento da obra canônica de Shakespeare e de seu legado cultural na contemporaneidade, recuperando seu forte apelo popular através do cinema de entretenimento hollywoodiano.

Clique aqui para ir ao texto completo


4) Visões de Otelo na cena e na literatura dramática nacional do século XIX

Tese de Doutorado em Literatura Brasileira, defendida por Daniela Ferreira Elyseu Rhinow na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

A tese trata da chegada da personagem Otelo nos palcos do Rio de Janeiro no século XIX e de suas apropriações em obras de autores brasileiros do período. Propondo-se a elencar os textos encenados nos teatros cariocas, o trabalho trata de representações do original shakespeariano, em inglês ou em traduções italianas; de versões francesas de cunho classicista; de óperas italianas sobre o tema; e de traduções portuguesas trazidas por companhias estrangeiras. A recepção de tais encenações pela crítica nacional é contemplada, buscando uma visão mais ampla da repercussão das mesmas.

Clique aqui para ir ao texto completo 1
Clique aqui para ir ao texto completo 2


5) O ensino da dramaturgia shakespeariana no Brasil: realidade e perspectivas

Tese de Doutorado em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês, defendida por Sirlei Santos Dudalski na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

De inspiração etnográfica, esta pesquisa tem por objetivo a tentativa de mapear a realidade do ensino-aprendizagem da dramaturgia shakespeariana no ensino superior brasileiro, trazendo à tona, além das questões literárias, questões pedagógicas e metodológicas. Desse modo, o caráter interdisciplinar é enfatizado, tendo sempre em mente, entretanto, as especificidades do texto dramatúrgico. Com base na filosofia educacional de Paulo Freire e de alguns de seus seguidores, principalmente Henry Giroux, bell hooks e Moacir Gadotti, propõe-se refletir sobre esse ensino-aprendizagem no contexto do início do século XXI, marcado pela intensa influência do cinema, da televisão e da internet. Para tanto, foram observadas algumas aulas da Universidade Federal de Santa Catarina, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade de São Paulo. Nessa última, por um período de quatro anos.

Clique aqui para ir ao texto completo


6) A representação dos personagens negros nas traduções das obras de William Shakespeare parao português do Brasil

Tese de Mestrado em Letras, defendida por Marcia Paredes Nunes na Pontíficia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-RJ

O objetivo desta dissertação é analisar o tratamento dado pelas traduçõesbrasileiras aos personagens negros na obra de William Shakespeare: o Príncipe deMarrocos em O mercador de Veneza, Aarão em Tito Andrônico e Otelo natragédia homônima. O estudo parte dos pressupostos de que o preconceito racial éuma construção ideológica que se dá pela via do discurso e de que a tradução,como uma modalidade discursiva, pode desempenhar um papel na reprodução deideologias.

Clique aqui para ir ao texto completo


7) Otelo o mouro de Veneza, de Shakespeare: crítica e tradução literária

Tese de Mestrado em Letras, defendida por Enéias Farias Tavares na Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

No Brasil, Otelo o mouro de Veneza já foi traduzido diversas vezes. Entre os tradutores, encontram-se Onestaldo de Pennafort, Carlos Alberto Nunes, Barbara Heliodora e Beatriz Viégas-Faria. Enquanto os três primeiros traduziram a peça em verso decassílabo, correspondente métrico do pentâmetro iâmbico shakespeariano, a última traduziu a tragédia em prosa. O objetivo deste trabalho, que visa à obtenção do título de mestre, é estudar a crítica e as traduções da peça como auxílio a uma nova tradução versificada do texto de Shakespeare.

Clique aqui para ir ao texto completo


8) Da página ao palco : texto e cena em Sonho de uma noite de verão

Tese de Mestrado em Letras, defendida por Carlos Roberto Mödinger na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Este trabalho apresenta um estudo sobre os elementos propostos pelo dramaturgo no texto Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare; além de informações sobre o contexto teatral no qual a peça foi produzida, o teatro elisabetano. São analisadas duas encenações deste texto: a realizada pelo Grupo Província em 1971, com direção de Luiz Arthur Nunes; e a realizada pela Companhia Rústica de teatro em 2006, com direção de Patricia Fagundes.

Clique aqui para ir ao texto completo

Nenhum comentário: