terça-feira, 15 de junho de 2010

Diogo Mainardi e a Bispa Sônia


Expectativa baixa sobre a seleção foi confirmada


Ouça - Download - Podcast

A pipoca estourada no microondas ao longo da transmissão entre Brasil e Coreia do Norte é apontada pelo comentarista Diogo Mainardi como o ponto mais emocionante da estreia da equipe comandada por Dunga no Mundial da África do Sul.

Na visão da "Vuvuzela Humana", o resultado insatisfatório de 2 a 1 retrata a "idiotice cartesiana" do treinador canarinho, que optou pela convocaçõa de jogadores fora de forma para a disputa. "As coisas são óvias. Luís Fabiano e Kaká, entre outros, jogaram mal da mesma forma do que ocorreu desde o início do ano."

Outro aspecto negativo salientado pelo comentarista em relação à equipe brasileira está na escalação entre os titulares de Gilberto Silva e Elano, segundo ele dois jogadores "semi-aposentados" no futebol europeu (atuam respectivamente no futebol grego e turco).

Diogo Mainardi aproveita ainda para ironizar o desempenho de Kaká. "Além da Bispa Sônia (representante da Igreja Renascer), o Robinho mostrou que pode fazer este papel (de possível substituto do camisa 10)."



Tem que entrar um atacante no lugar do Kaká


Ouça - Download - Podcast

O duelo entre Brasil e Coreia do Norte foi muito fraco no primeiro tempo.

Ao final da etapa inicial, o comentarista especial da Jovem Pan para a Copa do Mundo, Diogo Mainardi, expôs seu ponto de vista.

“No lugar do Kaká eu poria a Bispa Sônia”, brincou.

Segundo ele, o Brasil “tem que colocar um atacante no lugar do Kaká”.


Fonte: Rádio Jovem Pan

Nenhum comentário: