sexta-feira, 28 de maio de 2010

Terrorismo e Islã são palavras opostas, diz Erdogan

Foto: AP
Recep Tayyip Erdogan discursa nesta sexta-feira no Rio de Janeiro


Parceiro do Brasil no acordo com o Irã cita Bíblia e Corão para pregar a união entre povos e critica os preconceitos

Raphael Gomide e Anderson Dezan, iG

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que terrorismo e Islã não são sinônimos, têm significados opostos, e, citando a Bíblia e o Corão, pregou a união entre os povos e a boa convivência entre diferentes civilizações, no discurso de abertura do 3º Fórum da Aliança de Civilizações das Nações Unidas, no Rio.

“As palavras ‘terrorismo’ e Islã são completamente opostos e não têm relação entre si. Os atentados a Nova York, a Madri, Londres e Istambul não foram orientados às cidades, foram contra o Islã. Assim como está completamente equivocado o antissemitismo, está errado o preconceito contra o Islã”, afirmou.

Erdogan defendeu o fim das armas de destruição em massa. “Esse repulsivo nível de armamentismo é uma ameaça à paz e somos testemunhas das ameaças e ações concretas frutos disso”, disse.

“O profeta sagrado Maomé disse que nenhum árabe tem supremacia sobre um não-árabe, como não deve acontecer o oposto. Um ser humano deve tratar o outro da mesma maneira que gostaria de ser tratado, quem quer ser respeitado deve respeitar, quem quer Justiça deve dar justiça. Este é o significado dos livros sagrados”, disse o turco.

Erdogan lamentou as vidas perdidas em desastres naturais, assim como na guerra do Afeganistão, em atentados terroristas e na ofensiva israelense a Gaza, em janeiro do ano passado, que já havia criticado duramente, na ocasião. “Derramamos lágrimas pelas crianças que morreram no Afeganistão, nos terremotos do Chile e do Haiti. Foram muitos os que perderam a vida em Londres, Madri. Sentimos por eles, como pelos que perderam a vida em Gaza”, disse o primeiro-ministro. Ele pregou que a “intolerância não deve ser o destino imutável da humanidade”.

Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário: