quarta-feira, 12 de maio de 2010

Papa diz a sacerdotes que rejeitem "tentações do demônio"

Por Philip Pullella e Vitor Moreira

O papa Bento 16, que tenta lidar com o escândalo de abusos sexuais na Igreja, rezou nesta quarta-feira para que seus sacerdotes possam evitar as armadilhas do mundo e rejeitar as tentações do demônio.

O pontífice, de 83 anos, fez suas declarações pouco depois de chegar ao santuário de Fátima, famoso entre os católicos do mundo todo, já que a Igreja prega que a Virgem apareceu naquela cidade e conversou com três pastores pobres em 1917.

Dezenas de milhares de pessoas desafiaram o forte vento à tarde para ver Bento 16 em seu segundo dia de visita a Portugal e rezaram com o Santo Padre, enquanto observavam o lugar onde, dizem, que as visões aconteceram.

Posteriormente, numa capela no complexo do santuário, rezou para que os sacerdotes sempre cumpram os deveres de sua "vocação sublime e não cedam aos nossos egoísmos, às armadilhas do mundo e às tentações do demônio".

Falando a jornalistas a bordo do avião que o levou a Lisboa na terça-feira, ele fez uma de suas declarações mais diretas sobre o escândalo de abusos sexuais que tem abalado a Igreja.

Disse que os líderes da Igreja deveriam reconhecer a "assustadora" verdade de que o escândalo de abusos sexuais era produto do "pecado dentro da Igreja" e que a Igreja deveria se arrepender por seus pecados e "aceitar a purificação".

As mudanças já começaram. Cinco bispos na Europa renunciaram. Um deles admitiu abusos sexuais, outro está sob investigação e três se afastaram.

Fonte: O Globo

Um comentário:

Juan Luis Segundo disse...

O demonio nao exixte. Este individuo nasceu para tentar responder a questao do mal. O problema que ao longo dos seculos ele foi tomando corpo, ou seja, foi personificado. Mas qualquer exegeta e teologo serio conclui sem muito alarde que este cidadao nao passa de um simbolo do mal