terça-feira, 18 de maio de 2010

Esta tal prosperidade


O que é prosperidade? É acumular riqueza aqui na terra? É ser e viver abastado? Hoje prosperidade é sinônimo de conta corrente abarrotada de grana e carros importados na garagem. Outro dia ouvi um comentário de um pastor dizendo o seguinte: “Pastor que tem 2 anos de ministério e ainda não juntou R$2000,00 em sua conta poupança e não tem mais de 1000 membros na sua igreja não tem ministério”.

Essa declaração produziu um sentimento de hojeriza a essa doutrina e teologia da prosperidade. Os motivos? Talvez não caibam nesse artigo. Primeiro, dinheiro no bolso e popularidade nunca foram sinal de aprovação por Deus (vide "jovem rico"), igreja cheia na concepção de Paulo por exemplo era uma besteira sem fim, visto que em Éfeso, na escola de Tirano, Paulo lecionou por 3 anos a teve apenas 12 alunos, entre eles Epáfras, plantador da igreja de Colossos. Bom, já vimos que esse pastor acabou de reprovar o maior evangelista que o mundo já viu. Agora veremos como ele acaba com o ânimo de muitos futuros evangelistas que emergem dos rincões mais remotos do nosso Brasil.

Há uma estatística hoje que diz que 80% dos nossos pastores não têm uma renda mensal superior a 500 reais e que grande parte dos plantadores de igreja nem sustento tem, vivem da misericórdia de Deus através de ofertas esporádicas. Nem por isso, as igrejas do interior morreram, e muitas delas são exemplos vivos de prosperidade sem ter um tostão na sua conta e com um público médio de 50 pessoas.

Essas declarações são absurdamente ofensivas ao evangelho de Jesus, que viveu de forma simples enquanto estava encarnado por aqui. Prosperidade é conseqüência de vida com Deus que traz consciência de que temos que administrar bem nossas finanças, é resultado da preservação da nossa saúde por parte de Deus, é viver de forma simples sabendo que aquele que é fiel no pouco Deus o colocará sobre muito. E o muito será dado pra ser distribuído e não acumulado! Viva a fraternidade, abaixo a teologia da prosperidade e as falácias dos seus profetas.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Márcio de Souza é pastor na Igreja Cristã da Aliança, escritor, conferencista e colunista do Púlpito Cristão

Nenhum comentário: