terça-feira, 20 de abril de 2010

Obama cancela e torna inconstitucional o Dia Nacional de Oração


O Dia Nacional de Oração, em primeiro lugar designado pelo Presidente Truman em 1952 e tornada permanente do Presidente Reagan, foi celebrada como um culto ecumênico na Casa Branca pelo presidente George W. Bush, em cada primeira quinta-feira de Maio.

O Presidente Obama, aparentemente depois de ouvir reclamações de ateus e outros que defendem que a exploração de um serviço religioso, cancelou e declarou inconstitucional o Dia Nacional de Oração

Este cancelamento, por sua vez tem irritado os cristãos evangélicos, que vêem como um menosprezo pela religião.

Desde que se tornou presidente, mesmo se declarando cristão, Barack Obama não tem frequentado cultos dominicais.

Obama decidiu ir pelo caminho oposto de seus antecessores, de enfatizar o papel da religião nos Estados Unidos, e vem abstendo-se de celebrações públicas de fé.




Nenhum comentário: