quarta-feira, 17 de março de 2010

Padre Paulo Ricardo defende “cadeia” para padres pedófilos


O reitor do Seminário Cristo Rei de Cuiabá , padre Paulo Ricardo, defendeu o instituto da cadeia para padres pedófilos. Ele disse que “a Igreja deve ter transparência” e também “deve colaborar com as autoridades civis” para que os religiosos que cometeram tais crimes sejam recolhidos aos sistemas prisionais. Ele lembrou que o próprio Papa Bento XVI já emitiu instruções nesse sentido.

“A Igreja reconhece que, infelizmente, muitos bispos foram benignos demais tratando casos de pedofilia no passado. Por isso, o Papa reservou para si o julgamento dos crimes de pedofilia” – ele assinalou, em entrevista veiculada pela TV Canção Nova, de domínio católico.

Pela recomendação papal, segundo o reitor do Seminário do Cristo Rei, os bispos não podem mais julgar os padre pedófilos. A função está restrita a Santa Sé. “O bispo deve somente recolher as informações e enviá-las para Roma. E, assim, esses padres serão, certamente, destituídos do sacerdócio” – ele acredita.

Padre Paulo Ricardo considera que “a Igreja não pode ficar covarde, porque o grande responsável pela pedofilia não é o cristianismo mas é a cultura pagã, que está na nossa sociedade e coloca na mão de adolescentes, de crianças e de jovens camisinhas, incitando ao sexo livre, em nossas escolas, em sites e na televisão”.

Paulo Ricardo, finalizando, disse qie a Igreja é a única instituição, do mundo inteiro e também do Brasil, que realmente combate a pedofilia quando diz aos nossos rapazes e moças "guardem-se para o casamento". Ele lembra que a Igreja pede que "não façam sexo antes do casamento, ainda é cedo". Para ele, é assim, pregando a castidade que será possível combater a pedofilia. “É este o único caminho” - concluiu.

Fonte: 24h News

Nenhum comentário: