segunda-feira, 15 de março de 2010

Lula em Israel defende Irã e homenageia Arafat

O presidente brasileiro criou desconforto entre os israelitas ao visitar o túmulo de Arafat e manifestar o seu acordo com o programa nuclear iraniano.

O presidente brasileiro Lula da Silva iniciou ontem a primeira visita oficial de sempre de um chefe de Estado do Brasil a Israel e aos territórios palestinianos, mas esta tem sido marcada por uma sucessão de polémicas com as autoridades do Estado hebraico.

A primeira divergência de opiniões ocorreu logo após a chegada, quando as autoridades israelitas propuseram a Lula que visitasse hoje o túmulo de Theodor Herzl, fundador do movimento Sionista que esteve na origem da criação de Israel. Este pedido acabou por ser rejeitado por Lula, que tenciona no entanto colocar hoje flores no túmulo do histórico líder palestiniano Yasser Arafat.

Embora tanto as autoridades israelitas como brasileiras insistam que não existem intenções "ocultas" tanto no convite como na rejeição da visita ao túmulo de Herzl, a decisão de Lula "é considerada como um insulto a Israel", uma vez que nunca nenhum chefe de Estado que foi convidado se recusou a visitar o túmulo e indicaria que Lula "não é um mediador justo", acusou a Agência Judaica brasileira.

Fonte: Económico

+ Israel cobra de Lula que apoie sanções contra o Irã

Nenhum comentário: